quarta-feira, 26 de abril de 2017

Esta coisa da internet...



 


 Há quem a use para passar o tempo
Há quem a use para procurar amigos
Há até quem a use para procurar amor...
No fundo eu acho que as pessoas estão carentes de realidade
durante o dia, perdem-se em sites e perfis falsos 
Mas quando chega à noite, tenho a certeza que trocariam todos os "likes" por um abraço quentinho.
Eu, ainda prefiro a elegância do toque...




segunda-feira, 24 de abril de 2017

And it came as a surprise.





Habituei-me a ouvir o comentário "Tu tens cá um feitio" dito por várias bocas, ao longo dos tempos. 
E também é verdade que eu própria assumo, com leveza e até orgulho, os aspectos vincados da minha personalidade. 
Mas juro, que nunca tinha percebido ser capaz de me tornar intimidante aos olhos dos outros. 
Devo ter andado a fazer alguma coisa errada, só pode.
Talvez quando alguém se der ao trabalho de olhar para além das aparências...

Confissões







Eu tenho o número de determinadas pessoas gravado no telemóvel só para saber quando não atender. 

sexta-feira, 21 de abril de 2017

Coisas minhas


Para conquistares o meu  corpo 
primeiro tens de seduzir a minha mente...

quinta-feira, 20 de abril de 2017

Dizes que sou...




De caracterização difícil
feitio indescritível
humor relativo 
e simpatia seleccionada.
Pois eu digo-te que tenho:
-Por dentro uma personalidade minha… 
-Por fora sou apenas um conceito teu!

terça-feira, 18 de abril de 2017

Carta aberta aos anónimos que frequentam este blog




Caros anónimos,

Todo e qualquer ser humano, ou ser vivo, por mais desprezível que seja, será bem vindo a este espaço! No entanto, existem certos e determinados indivíduos, que vêm para aqui para a tasca disparar uns bitaites, sem que seja conhecida a sua identidade ou pseudo-identidade neste mundo virtual. Para essas pessoas, que são mais desprezíveis que Judas, e por ventura piores que ratos de esgotos, sem a hombridade e nobreza de carácter, de afirmarem e defenderem as suas ideias, refugiando-se no subterfúgio do anonimato, só tenho uma coisa a dizer, e em bom português:
Vão para a puta que vos pariu!

 A todos os restantes me despeço cordialmente, apresentando formalmente o meu pedido de desculpas pela inconveniência das afirmações proferidas.

(Pronto... por hoje é tudo...)